image


Coronavírus

Vacina da Pfizer encontra obstáculos para chegar ao Brasil

Apesar da aprovação em definitivo pela Anvisa, imunizante segue sem previsão para chegar ao país.
image Crédito: Marco Verch
Há 3 semanas

Única vacina contra a covid-19 aprovada em definitivo pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a vacina da Pfizer não tem previsão para chegar ao Brasil, conforme especialistas.

Segundo Dirceu Barbano, ex-presidente da Anvisa, a chegada do imunizante ainda depende de negociações com o Ministério da Saúde.

“A vacina da Pfizer ainda depende de acordo com o Ministério da Saúde e a disponibilidade de vacinas da empresa. O impasse para a compra se dá pela falta de experiência do governo para lidar com esse tipo de situação", disse Barbano em entrevista à CNN.

O pedido de registro definitivo é o segundo que a Anvisa recebe para uma vacina contra a covid-19. O primeiro foi feito em 29 de janeiro e é relativo à vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, que já tem autorização para uso emergencial no país.

De acordo com a Anvisa, o registro “abre caminho para a introdução no mercado de uma vacina com todas as salvaguardas, controles e obrigações resultantes dessa concessão”. Até então, as vacinas aprovadas no Brasil são para uso emergencial: a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e a vacina produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com a Universidade de Oxford e o laboratório inglês AstraZeneca.

image