image


Polêmica

Sócio da produtora de Belo diz que show teve aprovação do chefe do tráfico

Célio Caetano afirma que não foi contratado por Marcelo Pires “Belo” e, sim, por um Dj
image Crédito: Divulgação
Há 3 semanas

Na tarde desta terça,23, o sócio da produtora de “Belo”, Célio Caetano, que fez o evento na escola estadual, no Complexo da Maré, Parque União, Zona Norte do Rio de Janeiro, disse que sabe que nenhum evento acontece sem a anuência e aprovação do chefe do tráfico local, que é Jorge Luís Moura conhecido como “Alvarenga”.

Célio afirma que não foi contratado por Marcelo Pires “Belo” e, sim, por um Dj. Ele declara ainda que não teve contato com traficantes justamente para não correr o risco de ser infectado por Covid-19, ele acrescentou também não ter visto armas de fogo no local.

Depoimento

Célio foi preso na quarta,17, mesmo dia em que o cantor Belo, na operação batizada “É o que eu mereço”. Os dois já foram soltos.

Jorge Luís o “Alvarenga” é considerado chefe do tráfico há 10 anos e está  foragido desde 2006. Ele não foi preso nessa operação.

Os investigados podem responder pelos crimes de infração de medida sanitária, crime de epidemia, invasão de prédio público e associação criminosa.

Em nota

O advogado de Célio disse que seu cliente só forneceu os equipamentos de som, e o advogado de Belo informou que ele não conhece nenhum dos personagens citados, por Célio Caetano sendo impossível afirmar sobre qualquer autorização de qualquer chefe local.

image