image


Covid

Secretário de Saúde do AM ressalta consenso sobre pedido de lockdown do Conass

Marcellus Campêlo afirma que carta endereçada à nação, ontem, foi assinada pelo presidente do colegiado e endossada pelos membros
image Crédito: Secom/Divulgação
Há 2 semanas

Carta do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) à nação brasileira, divulgada nesta segunda-feira, 1º, em que defende um confinamento geral no país e um toque de recolher, inclusive aos finais de semana para frear o avanço da Covid-19, é endossada pelo secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo.

Procurado pela reportagem do Portal Norte de Notícias para saber se assinou o documento, Campêlo respondeu, por meio de nota, que a carta leva a assinatura apenas do presidente do Conselho, Carlos Lula, e que, assim como os demais membros do colegiado, não assina.

Mas, ressalta, que como membro do Conass, entende que a posição de consenso da maioria dos 26 Estados e o Distrito Federal deve prevalecer, ressaltando-se as especificidades dos Estados brasileiros e a condição epidemiológica de cada região.

"Os Estados brasileiros vivem agora o que o Amazonas tem enfrentado desde o final de 2020 e, desde então, tem recebido atenção diferenciada do governo federal, com suporte logístico, assistencial e prioridade no envio de vacinas", acrescenta a nota.

De acordo com o titular da Secretaria de Saúde do Amazonas, o Conass busca a união de esforços para o enfrentamento da pandemia. "É o que tem acontecido no Amazonas, em que as ações são desenvolvidas por um comitê tripartite, que envolve governo do Estado, governo federal e municípios."

image