Política

Covid-19

Nove cidades e o governo pedem reconhecimento de estado de calamidade da Aleam

Propostas tramitam em regime de urgência e devem ser votadas na quarta-feira, 24, no plenário da Assembleia Legislativa


Da Redação
22/02/2021 às 13h02min

- Foto: Aleam


Nove municípios do interior do Estado e mais o governo solicitaram a prorrogação do estado de calamidade pública em decorrência da pandemia da Covid-19 à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam). Os pedidos devem ser analisados na próxima quarta-feira, 24, durante sessão de votação das matérias legislativas, em regime de urgência.

Em nota divulgada pela presidente da casa legislativa, deputado Roberto Cidade (PV), a Assembleia terá expediente normal na terça-feira, 23, e quara-feira, 24, não acatando o ponto facultativo adotado pelo governo em razão das provas do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), que acontecem nestes dois dias no Estado.

De acordo com o Departamento de Comunicação da Aleam, a mensagem do governo do Estado nº 01/2021, datada de 26 de janeiro, em que pede o reconhecimento do decreto 43.272/21 estendendo a calamidade pública do Amazonas por mais 180 dias, está em análise na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), da Aleam. O setor de comunicação da Assembleia reforça, ainda, que Roberto Cidade pediu empeno dos demais deputados para que as matérias sejam votadas nesta semana.

Os municípios que solicitam o estado de emergência são: Beruri, Careiro, Nova Olinda do Norte, Itacoatiara, Autazes, Coari, Lábrea, Guajará e Santa Isabel do Rio Negro.

Comentários