image


Apuração

MP abre investigação sobre morte de criança em hospital de Manicoré

Os pais de Simon Gabriel, de 6 anos, denunciam negligência médica da equipe hospitalar.
image Crédito: Reprodução
Há 3 semanas

A promotoria de Justiça de Manicoré (a 330km de Manaus) instaurou Notícia de Fato para apurar a morte de Saimon Gabriel Freitas Neri da Costa, de seis anos, que morreu internado no hospital da cidade depois de ter quebrado o braço ao cair de uma moto em movimento junto do seu pai. Os pais denunciam negligência médica da equipe hospitalar. A certidão de óbito da criança aponta 'parada cardíaca e efeitos adversos de anestésicos' como as causas da morte.

O promotor de Justiça Vinícius Ribeiro de Souza relatou que o caso, noticiado pelo Portal Norte de Notícias, teve grande repercussão na cidade, por isso a abertura do procedimento que abre investigação dentro do Ministério Público.

Dessa forma, o MP oficiou à autoridade policial local para que relate as medidas adotadas e à secretaria municipal de Saúde para que preste as informações dos procedimentos adotados no atendimento à criança. O prazo dado aos dois entes públicos para que enviem as informações ao MP é de 15 dias, contado a partir da data de recebimento dos expedientes.

Entenda o caso

Simon Gabriel sofreu um acidente de moto com o pai, Jailson Meireles, 29 anos, na última quinta-feira, 18. No mesmo dia, o garoto, que fraturou o braço, e o homem, que lesionou a perna direita, deram entrada no Hospital Regional Hamilton Cidade, no município.

Os pais afirmam que dois dias depois, no sábado, 20, a criança foi levada pela equipe médica para tomar anestesia, quando o pesadelo começou.

Segundo a denúncia dos pais, várias anestesias foram aplicadas em Simon, quando a criança começou a ter reações adversas, chegando a ser intubado pelos médicos. Doze horas depois, às 9h do último domingo, 21, a família foi informada que o pequeno Simon Gabriel havia morrido.

Inconformados, os pais alegam que os procedimentos adotados pela equipe médica, como a aplicação de anestesias, causaram a morte da criança.

Na certidão de óbito, 'parada cardíaca e efeitos adversos de anestésicos' aparecem como as causas da morte

image