image


Logística

Ministro volta a prometer pavimentação da BR-319 para o segundo semestre

Tarcísio de Freitas garantiu ao governo e parlamentares do Amazonas que as obras dos primeiros 52km começam neste ano
image Crédito: Diego Peres / Secom
Há 3 semanas

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, voltou a prometer ao governo do Amazonas e à bancada federal em Brasília a pavimentação da BR-319 (Manaus-Porto Velho), com início das obras no segundo semestre deste ano. Desde que assumiu a pasta, em janeiro de 2019, o ministro vem renovando a promessa em relação à rodovia federal.

De acordo com Tarcísio, nesta primeira fase serão pavimentadas os primeiros 52 quilômetros da BR e, que, os outros 405 quilômetros, conhecidos como o trecho do meião, está na fase de licenciamento ambiental. 

A afirmativa foi dada ao governador Wilson Lima (PSC), durante reunião com o governadores e parlamentares da Amazônia nesta quara-feira, 24, em Brasília.

"Com a pandemia da Covid-19, ficou muito mais evidente a necessidade de termos essa ligação rodoviária com outras regiões do país; e a necessidade de garantir o direito de ir e vir do cidadão. E isso é importante, do ponto de vista social e do ponto de vista econômico”, frisou Lima.

O ministro voltou a garantir esforços do governo federal para viabilizar a pavimentação da BR-319, com a garantia de planejamento e execução das obras.

"Os primeiros 52 quilômetros já estão contratados, e a empresa já está se mobilizando com a responsabilidade de desenvolver o projeto executivo e fazer a obra. Então as primeiras disciplinas do projeto já estão sendo analisadas, aprovadas, de maneira que no segundo semestre desse ano a gente já começa a obra nos primeiros 52 quilômetros. Para os outros 405 quilômetros, nós estamos no processo de licenciamento ambiental, protocolamos o estudo de impacto ambiental, esse estudo já foi analisado, tivemos já o primeiro resultado do Ibama, com pedido de complementação que é algo, absolutamente, normal nesses processos de licenciamento, sobretudo nos mais complexos", detalhou o ministro.

image