Política

Presidência

Lula não descarta candidatura em 2022, 'mas só se for para derrotar Bolsonaro'

O ex-presidente da República afirmou que uma eventual disputa à presidência depende de vários fatores, já que ele está inelegível


UOL Notícias
19/02/2021 às 12h10min

- Foto: Estadão/Conteúdo


O ex-presidente Lula (PT) afirmou que não precisa ser candidato nas eleições do próximo ano para o Palácio do Planalto, mas, se for para "derrotar Bolsonaro", ele está à disposição. A declaração foi dada UOL Entrevista, conduzido pelo colunista Kennedy Alencar. Lula disse que a decisão dependerá de diversas circunstâncias. 

Atualmente, o ex-presidente está inelegível por causa de condenações em segunda instância no âmbito da Operação Lava Jato, mas tenta reverter a situação no Supremo Tribunal Federal (STF).

"Vai depender das circunstâncias políticas e em que momento for decidido. Vai depender do PT, das candidaturas, das alianças políticas que a gente for fazer, se vai ser necessário ou não eu ser candidato. Eu já fui presidente, não necessariamente preciso novamente ser presidente", disse.

Ele vê chances de Bolsonaro ser reeleito, pela força da máquina pública. "Quem está no poder sempre será o candidato forte à sua reeleição porque o poder é uma máquina muito poderosa. Quem estiver no poder sempre deverá ser [competitivo], a não ser que seja um desastre", declarou o ex-presidente.

Lula foi presidente do Brasil entre os anos 2003 e 2010.

Comentários