Polícia

Caso Flávio

Justiça nega liberdade para PM Elizeu da Paz

Policial foi preso por ter envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues, em 2019


ALINNE BINDÁ
19/02/2021 às 18h16min

- Foto: DIVULGAÇÃO


A 1ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus, por meio do juiz George Hamilton Lins Barroso, negou o pedido de soltura do policial militar Elizeu da Paz de Souza, denunciado pelo Ministério Público do Estado (MP-AM) por ter envolvimento no assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues, 42, ocorrido na noite do dia 29 de setembro de 2019. A decisão foi assinada na última quinta-feira, 11, mas só foi liberada ontem, 18, nos autos do processo que investiga o caso. 

De acordo com o despacho, não houve um novo motivo para que a soltura fosse liberada. A decisão pode ser conferida no processo, no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM).

“Desta feita, considerando que não houve fato novo ou qualquer modificação nas circunstâncias fáticas e/ou processuais dos autos capaz de alterar o posicionamento deste Juízo, em consonância com o Parquet, indefiro o pedido da Defesa do acusado Elizeu da Paz de Souza, já qualificado nos autos”, afirma o magistrado.

Em trecho da decisão, o juiz pede a defesa do PM que apresente um pedido de habeas corpus com novos argumentos, “O agravo regimental deve trazer novos argumentos capazes de alterar o entendimento anteriormente firmado, sob pena de ser mantida a decisão vergastada por seus próprios fundamentos”.

O policial militar Elizeu da Paz foi denunciado pelo Ministério Público em dezembro de 2019 junto com Mayc Vinícius Parede, Alejandro Molina Valeiko, Paola Valeiko e José Edvandro Júnior por suspeita de participação no assassinato do engenheiro.


Comentários