Política

Prisão domiciliar

Justiça acaba de conceder prisão domiciliar à Fabricio Queiroz

A decisão da prisão domiciliar de Queiroz foi concedida pelo presidente do STJ


CEYLLA MONICK
09/07/2020 às 17h49min

- Foto: CEYLLA MONICK


O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro João Otávio de Noronha, acaba de decidir conceder prisão domiciliar à Fabricio Queiroz, ex-assessor, ex-chefe de gabinete do senador Flávio Bolsonaro, na época em que ele era deputado estadual. 

Fabricio Queiroz foi preso em junho, acusado de atrapalhar as investigações à respeito do caso da "Rachadinha", na época em que Flávio Bolsonaro era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. 

A defesa de Fabricio Queiroz, assim que foi preso, entrou com o pedido de habeas corpus e, esse pedido foi, recentemente, foi remetido para o Superior Tribunal de Justiça,  que levou a decisão do presidente do STJ, João Otávio de Noronha, a prisão domiciliar, concedida e comissionada a monitoramento eletrônico como tornozeleira, além de ficar proibido de manter contato com quaisquer investigados nesse caso conhecido como "Rachadinha" que envolve outro deputados da Aleam-AM. 

A decisão foi estendida para a esposa de Fabricio, Márcia Oliveira, que é considerada foragida e é alvo de um madado de prisão desde o dia da operação que prendeu Fabricio Queiroz. 

Comentários