Mundo

Pandemia

Estados Unidos temem alta adicional de casos de covid-19 nos feriados

Governo pede que americanos evitem viajar


Da Redação/ Agência Brasil
21/11/2020 às 13h04min

- Foto: Divulgação


Autoridades sanitárias dos Estados Unidos se preparam para outro crescimento de infecções, internações e mortes por covid-19, após a disseminação do novo coronavírus ter acelerado na semana anterior ao feriado do Dia de Ação de Graça (26 de novembro).

A média móvel em sete dias de novos casos da doença chegou a mais de 165 mil na quinta-feira (19), com a média de mortes subindo para 1.359, mais do que qualquer outro dia desde o fim de maio, segundo contagem da agência de notícias Reuters.

Com as internações subindo em muitas partes do país, sobrecarregando uma equipe médica que já está exausta, as autoridades em mais de 20 estados impuseram restrições para tentar conter a disseminação do vírus.

A coordenadora da força-tarefa contra o coronavírus da Casa Branca, Deborah Birx, afirmou que o vírus está se espalhando a uma taxa elevada em mais de metade do país e que os encontros do Dia de Ação de Graças devem se limitar aos familiares imediatos.

Viagens devem ser evitadas

"Eu não gosto de falar um número… se você disser que podem ser dez pessoas, e são oito de quatro famílias diferentes, então provavelmente não é o mesmo nível de segurança do que dez pessoas de uma mesma casa", afirmou Birx.

As autoridades americanas têm insistido que as pessoas devem evitar viagens desnecessárias e ter cautela com a aproximação dos feriados de Ação de Graças e Natal. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos emitiram uma "forte recomendação" para que os americanos evitem viajar nas férias.

Comentários