image


Derrubada

Justiça mantém liminar e obra do “puxadinho” da Câmara Municipal de Manaus continua indefinida

O vereador Amom Mandel disse que mais uma vez o bom senso e a vontade popular permaneceram
image Crédito: Crédito: Reprodução Câmara Municipal de Manaus
Fonte: Portal Norte de Notícias - Há 3 semanas

A possibilidade da construção do anexo 2 da Câmara Municipal de Manaus (CMM), conhecido como puxadinho, orçada em R$ 32 milhões, foi novamente derrubada após os vereadores Amom Mandel (sem partido) e Rodrigo Guedes (PSC) pedirem na justiça que a liminar que derrubou a obra fosse mantida.

Por outro lado, a suspensão da liminar que impedia a obra foi pedida na justiça pelo presidente da Câmara Municipal de Manaus, David Reis (Avante), mas a desembargadora Socorro Guedes decidiu, nesta sexta-feira, 24, não atender ao pedido do parlamentar. 

“Não entrevejo evidências de que o conforto ou bem-estar da população que é atendida nas dependências da CMM ache-se ameaçado caso o procedimento licitatório sub judice reste suspenso até o devido deslinde das questões suscitadas pelos Agravado.”, diz a desembargadora.

_________________________________

RELACIONADAS

CMM publica no Diário Oficial a revogação da licitação para locação de 41 picapes

+ Vereadores tentam impedir construção de anexo da CMM avaliado em R$ 32 milhões

Reajuste de subsídios da prefeitura de Manaus e da CMM é alvo de investigação do MP

________________________________

O vereador Amom Mandel disse que mais uma vez o bom senso e a vontade popular permanceram. “É louvável que a justiça com sua serenidade tenha negado os argumentos da CMM. Como já disse anteriormente, Manaus não precisa dessa obra. Não haverá prejuízos irreparáveis para sociedade se o anexo 2 não for feito. O povo ganha mais uma vez!”.

_________________________

ACESSE TAMBÉM

As mais lidas do dia

Exclusivo: pais do sargento Lucas Guimarães quebram o silêncio e falam do assassinato do filho

 

Após assalto, trabalhador é morto com tiro no abdome, em Manaus

 

Com valor atual em R$ 18 mil, prefeito de Novo Olinda do Norte-AM aumenta o próprio salário em 27,7% e passará a ganhar R$ 23 mil

 

'Casa Milagre' escapa do rio de lava vulcânica em La Palma

 

Caso Portilho: Julgamento termina com 7 condenados que somam 170 anos de prisão, em Manaus

 

 

Tags
image