image


Polêmica

Marcelo Ramos rebate Bolsonaro sobre fundo eleitoral

O presidente culpou o parlamentar amazonense pela aprovação do fundão em 5,7 bilhões
image Crédito: Reprodução/Internet
Fonte: Ana Kelly Franco - Há 7 dias

Em resposta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que o responsabilizou pela aprovação do Fundo Eleitoral em 5,7 bilhões, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL), alegou que responsabilidade da inclusão do valor na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi do governo do federal. O relator da propositura que aumentou o valor de R$ 1,7 bilhão para R$ 5,7 bilhões foi o deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA).

O presidente declarou na manhã deste domingo, 18, durante sua alta do hospital que a culpa da aprovação do fundo, foi de Marcelo Ramos.

O deputado foi quem presidiu a sessão legislativa da última quinta-feira,15. “Eu nem voto nessa matéria, porque presidi a sessão”, comentou

Ramos afirmou que o valor destinado ao fundo eleitoral, já estava previsto na propositura do governo Federal enviado para o Congresso Nacional. “O Governo dele enviou LDO com fundão eleitoral. Líderes do governo e filhos do Bolsonaro votaram a favor do fundão”, declarou.

O parlamentar ainda completou dizendo “Seja homem, assuma suas responsabilidades”, escreveu.

Para o deputado, o presidente terceiriza responsabilidades em vez de declarar que irá vetar a proposta.

“Ele deveria é dizer que vai vetar, mas vai tentar arrumar alguém para responsabilizar também, porque é típico dele e dos filhos correr das suas responsabilidades e obrigações”, declarou.

Para finalizar sobre o assunto, o deputado chamou o presidente para um debate.

“Desafio o Sr. para um debate sobre o Fundão eleitoral que o seu governo criou. Pode escolher o dia, local e horário. Estarei lá, sem medo. Se quiser, já falamos dos sobrepreço de vacinas, rachadinhas e outras maracutaias. Tem coragem ou vai fugir?”, propôs.

Tags
image