image


Fiscalização

Órgãos de controle lançam novo programa de prevenção à corrupção no Amazonas

Evento acontece na próxima quinta-feira, 24, com transmissão virtual
image Crédito: Divulgação
Fonte: Da Redação - Há 5 dias

Inserido na parceria entre o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União (CGU), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) participa do lançamento do “Programa Nacional de Prevenção à Corrupção” (PNPC), que acontece na próxima quinta-feira, 24, às 10h (11h Brasília) e terá a participação do conselheiro-presidente do TCE, Mario de Mello, da coordenadora-geral da Escola de Contas, Yara Lins dos Santos, além da secretária do TCU no Amazonas, Glenda Gandro, e da superintendente da CGU/AM, Mona Liza Prado, que organizam o lançamento, prefeitos e presidente das Câmaras Municipais, entre outros.

O evento, que já está com as inscrições abertas por meio da Escola de Contas Públicas (ECP) no endereço https://moodle.tce.am.gov.br/, visa fortalecer as estruturas de prevenção à corrupção das organizações públicas, induzir a melhoria do perfil dos gestores públicos e ainda manter sob controle a corrupção no país. Os participantes serão certificados.

O programa é voltado a todos os gestores das organizações públicas (das três esferas de governo e dos três poderes em todos os Estados da federação) com o objetivo de reduzir os níveis de fraude e corrupção no Brasil a patamares similares aos de países desenvolvidos.

Instituições parceiras

Adotado pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), o PNPC tem coordenação e execução das Redes de Controle dos Estados e é coordenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Controladoria-Geral da União (CGU), que tem buscado parcerias nos Estados.

Nacionalmente, o Programa Nacional de Prevenção à Corrupção Conta com o apoio da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), o Conselho Nacional dos Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC), a Associação Brasileira dos Tribunais de Contas dos Municípios (Abracom), Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) e Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Trabalhos a longo prazo

A agenda de atividades da Rede é plural e versátil. Existem, por exemplo, os grupos de trabalho, criados e extintos conforme a necessidade, que tratam de assuntos específicos, tais como obras, controle social, transparência, controle interno, alimentação e transporte escolar, saúde, inteligência e combate à corrupção, etc.

Por meio de uma plataforma de autosserviço on-line contínua, o gestor terá a oportunidade de avaliar sua instituição, descobrindo previamente os pontos mais vulneráveis e suscetíveis a falhas. A partir desse diagnóstico, ele terá acesso a um plano de ação específico que apresentará sugestões e propostas adequadas às necessidades da sua entidade.

 

Com informações do TCE-AM

Tags