image


Senado

Secretário de Saúde do AM vai ser ouvido em junho, na CPI da Pandemia

Informação é do presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD)
image Crédito: Agência Senado
Fonte: Da Redação - Há 2 semanas

Convocado para a CPI da Pandemia em curso no Senado, o secretário de Estado da Saúde, Marcellus Campêlo, será ouvido na primeira semana de junho, segundo adiantou o presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD), na abertura dos trabalhos na manhã desta quarta-feira, 12.

O parlamentar também afirmou que aguarda o envio de informações solicitadas aos governos estaduais e prefeituras, a fim de que sejam convocados representantes das respectivas secretarias de saúde para prestar depoimentos na comissão investigadora. Novos requerimentos serão votados, amanhã, 13.

“E a posterior, sem dúvida nenhuma, todos os requerimentos solicitados (para ouvir representantes dos Estados e municípios sobre desvio de recursos federais) serão encaminhados para que sejam analisados pelos membros da comissão, para que possamos votar e não deixar (de fora) absolutamente nada que não tenha que ser investigado por essa comissão”, disse Omar.

O assunto veio ao colegiado após questão de ordem do senador Marcos Rogério (DEM-RO), que cobrou quando Estados e prefeituras serão ouvidos. De acordo com Aziz, muitas secretarias estaduais têm pedido prorrogação de mais de cinco dias para enviar os dados já solicitados pela CPI.

“Demos cinco dias de prazo e a maioria está pedindo um pouco mais, porque tem que detalhar todos os gastos. Não adianta o cara chegar aqui e dizer que recebeu R$ 400 milhões e gastou R$ 400 milhões, sem dizer em quê. Quando os dados chegarem, vamos chamá-los (os representantes de governos estaduais e prefeituras)”, explicou o presidente da CPI.

Omar também destacou que dois requerimentos do Amazonas já foram votados, porque a situação do Estado envolve, além da aplicação dos recursos federais, a falta de oxigênio e enfatizou que não haverá blindagem na convocação de representantes estaduais e municipais de nenhum Estado. 

“Os governadores e qualquer outra pessoa que tenha que ser chamada não terão, de forma nenhuma, por parte da mesa, nenhum tipo de blindagem. Ontem, ficou claro que quem quer falar a verdade vem aqui e sai aplaudido por todos. O diretor-presidente da Anvisa veio aqui e não se escusou de nenhuma resposta, não tangenciou, falou aquilo que pensava e todos nós, seja independente, oposição, situação, achamos que ele fez o caminho certo”.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) concordou com a importância de aguardar as informações dos Estados e municípios, para que sejam feitas as novas convocações. 

“Meu sentimento de orgulho de ter o senhor conduzindo os trabalhos desta CPI. A forma isenta como o senhor tem se colocado, eu concordo perfeitamente. Jamais vamos convocar ou governadores, ou prefeitos, ou secretários sem as informações necessárias. Não tem sentido isso”, afirmou.

 

Com informações da assessoria de imprensa

Tags
image