image


Covid

Ex-ministro Mandetta deve ser o primeiro convocado da CPI da Pandemia

Colegiado deve ser instalado na próxima quinta-feira, 22, no Senado
image Crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado
Fonte: Valéria Costa - Há 2 semanas

O primeiro depoente a ser ouvido na CPI da Pandemia, no Senado, deverá ser o ex-ministro da Saúde, Nelson Mandetta, que conduziu a crise sanitária do país desde o início da pandemia, em março de 2020, até a sua exoneração do cargo, um mês depois, em abril do ano passado. A informação foi dada ao Portal Norte de Notícias pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM).

Segundo ele, essa convocação já deve sair na próxima terça-feira, 27. No entanto, tudo depende da instalação da comissão, agendada inicialmente para esta quinta-feira, 22, após o feriado de Tiradentes.

Omar afirmou que a pressão para que a CPI comece a funcionar oficialmente nesta semana é grande e os membros estão em cima para que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), paute a abertura do colegiado.

Na quinta-feira serão ratificados o presidente, vice-presidente e relator da CPI, nas figuras de Omar, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Renan Calheiros (MDB-AL), respectivamente.

“Somente após essa eleição é que faremos o cronograma dos trabalhos”, disse Omar. No entanto, ele adiantou que o senador suplente da CPI, Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe, está responsável por elaborar todo o cronograma de trabalho da CPI que será apresentado e votado no colegiado tão logo ele esteja instalado.

À principio, a CPI terá duração de 90 dias prorrogáveis por igual período.

Tags