image


Direto

'Ele está ao lado dos criminosos', diz Marcelo Ramos sobre Ricardo Salles

Deputado federal e vice-presidente da Câmara o classificou como um 'antiministro do meio ambiente'
image Crédito: Reprodução
Fonte: Anilton Jr. - Há 2 semanas

O deputado federal e vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), se pronunciou de forma contundente contra o ministro do meio ambiente, Ricardo Salles, em postagem nas redes sociais na noite desta sexta-feira, 16.

"Ricardo Salles é um antiministro do meio ambiente. Na luta pela preservação da Amazônia, ele está ao lado dos criminosos. Compromete a imagem do país e as relações com os países fundamentais para as nossas exportações, em especial, do agronegócio", disse Ramos pelo Twitter.

As críticas do vice da Câmara Federal ocorrem em meio à notícia-crime encaminhada pelo então superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva, ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao ao Ministério Público Federal (MPF) contra Ricardo Salles.

O ministro é acusado dentro do inquérito que apura crimes ambientais no Estado. No texto de 38 páginas, Saraiva acusa o ministro do meio ambiente, o senador Telmário Mota (PROS-RR) e o presidente do Ibama, Eduardo Bim, de crimes ambientais, advocacia administrativa e organização criminosa.

Como Salles e Telmário têm foro privilegiado, a notícia-crime foi enviada ao MPF para posterior encaminhamento à Procuradoria Geral da União (PGR).

As acusações dizem respeito à Operação Handroanthus, que, capitaneada pela PF no Amazonas, foi responsável pela apreensão - recorde no país - de aproximadamente 200.000 m³ de madeira extraída ilegalmente.

No dia seguinte à apresentação da denúncia, Alexandre Saraiva foi exonerado do comando da superintendência pelo diretor-geral da corporação, Paulo Maiurino.

“As denúncias que pesam sobre o ministro Ricardo Salles são graves e merecem ser apuradas com muito rigor pelos órgãos competentes. Mais trágico ainda é a demissão do chefe da Polícia Federal, demitido por fazer seu trabalho”, reprovou Marcelo Ramos em entrevista ao Correio Braziliense.

Tags