image


image

Valéria Costa

Jornalista e colunista

Coluna Ponto e Vírgula

Uma nova ‘quarentena’ que vai incomodar

26/08/2021
image 26/08/2021

Código eleitoral

Projeto de revisão do Código Eleitoral, que tramita na Câmara dos Deputados, traz uma nova polêmica para o cenário político pré-eleitoral: a quarentena de 5 anos para quem é agende de segurança e da Justiça que tenha pretensão de disputar uma eleição.

Restrição

Na prática, se a matéria for aprovada, o profissional da segurança pública e do Judiciário, que quiser disputar uma eleição, terá que esperar 5 anos de prazo depois de pedir exoneração do cargo para isso. Nesse cenário, o ex-juiz Sérgio Moro, por exemplo, estaria fora da disputa presidencial em 2022.

Reação

A proposta já teve reação imediata da Frente Parlamentar da Segurança Pública da Câmara dos Deputados que, em nota, fez duras críticas à matéria.

Sem obstáculo

Para o deputado Delegado Pablo (PSL), que é policial federal licenciado, todos os brasileiros, independente da profissão, têm o direto de ser candidatos a cargos políticos. Segundo ele, nenhuma legislação pode ser obstáculo a escolha “sempre será nas urnas”.

***

Reincidente

Clóvis “Curubão” (PT), prefeito de São Gabriel da Cachoeira, está de novo às voltas com denúncias de corrupção em sua gestão. Mesmo não tendo o nome revelado, ele é o alvo principal da Operação Insignare, da Polícia Federal, deflagrada nesta quinta, 26, e que investiga desvios de recursos públicos do Fundeb. O montante chega a quase R$ 2 milhões.

***

Protestos

Bolsonaristas e aliados do presidente da República já se preparam para um grande ato no dia 7 de Setembro, Dia da Independência, tendo como palco o complexo turístico da Ponta Negra. Manaus deve se juntar a outras capitais e cidades brasileiras que preparam protestos e manifestações para este dia em apoio ao chefe da Nação. Os ânimos estão exaltados.

***

Qual o problema?

O ministro da Economia, Paulo Guedes, aquele do “Posto Ipiranga”, não vê problema algum com o valor exacerbado da conta de energia no país e com a promessa de reajuste para os próximos dias devido à crise hídrica que o país atravessa.

Poder

Guedes tem passado incólume na gestão Bolsonaro, mas já começa a desagradar ao Centrão, que passou a dar as cartas no governo nos últimos meses. Será se ele termina o mandato?

***

Vácuo

Os mais de 6 mil indígenas de 170 etnias diferentes que estão acampados em Brasília desde o início desta semana terão que esperar mais uma semana para saber o resultado do julgamento do marco temporal sobre a demarcação de terras indígenas no STF. A corte máxima adiou essa pauta para a próxima quarta-feira, 1º de setembro.

***

Negócio bilionário

O grupo Atem formalizou a compra da Refinaria de Manaus (Reman) numa transação de R$ 1 bilhão. O negócio, no entanto, ainda vai passar pela aprovação dos órgãos reguladores. 

Privatização

A transação foi criticada pelo deputado federal José Ricardo, do PT, que, na sua avaliação é mais uma forma de o governo federal entregar as riquezas e o patrimônio público para a iniciativa privada.

***

Tá chato, já!

Quase 200 mil pessoas ainda não foram tomar a segunda dose da vacina contra a Covid no Amazonas, segundo divulgou a FVS-AM. Com esse atraso vacinal facilita a disseminação da variante Delta e torna mais longínquo o controle total da pandemia. Difícil.

image