image


image

Valéria Costa

Jornalista e colunista

Coluna Ponto e Vírgula

Pazuello ainda tem explicações a dar

09/06/2021
image 09/06/2021

Novos fatos

Embora a CPI da Pandemia tenha retirado o foco, à priori, do ex-ministro Pazuello, novos fatos que vieram à tona merecem explicações, e rápidas. A matéria publicada pela Folha de São Paulo, em que revela que o general e o próprio Exército brasileiro receberam pedidos de socorro do governo do Amazonas cinco dias antes da crise de oxigênio, é uma delas.

Impune

Pazuello se ampara na proteção presidencial para passar incólume a todas às acusações de omissão de socorro, despreparo técnico-científico e iniciativa para tomar decisões estratégicas enquanto estava no Ministério da Saúde. Mas ele precisa explicar sobre essa afirmação grave que consta em investigação da Polícia Federal.

Sem data

Apesar de sua reconvocação já ter sido aprovada pela CPI da Pandemia, o presidente, Omar Aziz (PSD-AM), ainda não definiu uma data para que o ex-ministro retorne ao colegiado para esclarecer as lacunas de seu último depoimento e, por tabela, explicar porque desprezou o Amazonas quando seu povo mais precisou de ajuda.

'Amazonês'

E pensar que a família Pazuello, da qual o ex-ministro é um ilustre membro, fez fortuna e trajetória na cidade de Manaus e onde o general tem, ainda hoje, bases familiares.

Alô, Justiça!

Não só a CPI da Pandemia deveria inquirir o ex-ministro, mas também os órgãos de controle de Justiça, uma vez que por conta dessa omissão, centenas de vidas foram perdidas no Amazonas num momento mais crítico da Covid no Estado.

***

Falta estratégia

Menos da metade dos 144 homens da Força Nacional de Segurança já está em Manaus e a promessa é que até sexta-feira, 11, o restante esteja em solo-baré. Apesar de toda a pompa na apresentação deste efetivo em entrevista coletiva do governo nesta quarta, a estratégia de atuação destes agentes federais ainda será discutida e planejada. 

***

Guarda Municipal armada

Após passar um dia em Brasília em busca de recursos federais para investimentos em Manaus, o prefeito David Almeida (Avante) foi à Assembleia Legislativa pedir apoio para que a casa aprove duas PECs que tratam diretamente do armamento da Guarda Municipal, ideia fixa do prefeito que ganhou mais corpo após os atos de vandalismo do último domingo.

Mudança na Constituição

Os deputados aprovaram a votação em regime de urgência e, uma vez aprovadas, os guardas municipais serão inseridos no sistema de segurança pública do Amazonas e, também poderão ter autorização para usar arma de fogo.

Projeto delicado

Armar a Guarda Municipal é um assunto delicado, que não requer apenas mexer na Carta Magna do Estado, mas uma série de ações que passam por aumento do efetivo da instituição, treinamento balístico, porte de arma e, sobretudo, emocional e psicossocial. É um projeto que não se implanta da noite para o dia.

***

Sem filtro

Entrevistado do Roda Vida na última segunda, o delegado da Polícia Federal, Alexandre Saraiva, não se fez de rogado e voltou a afirmar que existe uma organização criminosa em torno da exploração ilegal de madeira na Amazônia e que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, atua de forma “claríssima e inédita” em favor de madeireiros.

***

Essencial

A educação pública e privada agora é atividade essencial no Estado do Amazonas. Proposta de lei da deputada Therezinha Ruiz (PSDB) foi aprovado nesta quarta, 9, na Assembleia Legislativa. Com isso, a educação tem que ser tratada como prioridade nas gestões públicas, mesmo em situações de emergência e calamidade.